Logo Maria Magdala

Autoproteção

“A nossa cúpula protetora deve ser feita diariamente e também quando estivermos em um ambiente agressivo ou incompatível conosco…Quando houver qualquer projeção pesada ou negativa dirigida contra nós, não nos atingirá. Essa projeção inferior voltará para quem a emitiu em forma de energia positiva e de amor e assim beneficiaremos os nossos irmãos e seus corações se tornarão mais brandos” – Orientações de Edgard Armond – Circular 03/85 “F.D.J”

Como proceder:

Devemos fazer nossa cúpula, todas as manhãs ou todas as vezes que for necessário, depois da nossa prece:

  1. Primeiro lemos uma mensagem evangélica – livros: “Fonte Viva”, “Palavras de Vida Eterna”, etc ou o “Evangelho Segundo o Espiritismo” – abrindo-o ao acaso e meditamos na mensagem que nos foi enviada.
  2. Fazemos depois nossa ligação com o nosso Anjo da Guarda, com a doce Mãe Maria de Nazareth, com Jesus, pedindo-lhes que levem ao Pai toda nossa gratidão pelo novo dia. Nesse momento também é importante pensarmos em outras pessoas desejando doar-lhes o melhor, em sentimentos de paz e de amor. Assim sendo, passamos às vibrações:
  • Muito amor, paz e equilíbrio para toda a humanidade.
  • Pelo bem de todos os países e da Suíça, para que o Evangelho de Jesus seja norma de conduta entre todos.
  • Pedimos, também, por todos os lares da Terra para que o amor, o perdão reine em cada família.
  • Que entre amigos, familiares e supostos inimigos, haja perdão e bondade entre todos.
  • Desejamos aos sofredores encarnados e desencarnados que encontrem paz de espírito e ajuda.
  • Peçamos pelos nossos lares, imaginando Jesus, entrando em nosso Lar, iluminando toda a nossa casa e os nossos familiares, envolvendo-os em harmonia, saúde e alegria.

Os pedidos devem sair do coração. Nunca pedimos só para nós e nossos familiares, mas para toda a humanidade.

3. Após as vibrações, ligar-se com a doce Mãe Maria de Nazareth, imaginando-se junto Dela. Procurando sentir que do coração da nossa Mãezinha, sai uma luz rosa brilhante, que vai nos envolvendo do alto da cabeça, circulando por todo o corpo até os pés, onde fica bem fechada, como um casulo de borboleta.

Essa cúpula nos protege de qualquer vibração negativa de encarnado e desencarnado. Nada a consegue romper, a não ser nós mesmos, através de um pensamento negativo (raiva, intolerância, mágoa, etc.) que faz com que essa cúpula se desfaça. Teremos que refazê-la novamente, depois de nos acalmarmos.

Daí a importância da prece pela manhã, para começarmos o dia protegidos e amparados. Quando estamos assim protegidos, nada nos pode atingir, desde que mantenhamos nossa paz interior. Esse mesmo procedimento deve ser mantido, no momento de dormir, para que tenhamos uma noite de paz e restabelecimento.